Dari Bibles - Levar a Palavra de Deus ao Coração

Levar a Palavra de Deus ao Coração

“O [primeiro sermão] que ouvi foi sobre João 3:16 e o amor de Deus. E eu tive de decorar as palavras para mais tarde, porque não tinha acesso a uma Bíblia,” explicou Nasima*. Durante as várias reuniões de igreja e estudos Bíblicos daquele dia, Nasima experienciou o amor de Deus através da Sua igreja. “Sem dizer a ninguém, aceitei Deus no meu coração.”


 

 

Era o ano de 1999 quando a jovem afegã deu a sua vida a Jesus. Ela continuou a frequentar a igreja e a trazer para casa passagens bíblicas e histórias que repetia para a sua família. Três semanas depois, o seu marido acompanhou-a à igreja e deu por si a orar com ela. Levou-lhes apenas um mês para lerem a Bíblia. A sua sede por Deus só aumentava e as suas vidas foram radicalmente transformadas. Ainda assim, tendo vindo de um contexto muçulmano, Nasima teve de superar diferentes obstáculos para encontrar Jesus.

 

Alguns anos depois, o casal começou a trabalhar com o ministério Pamir da OM, que se propõe a levar Cristo até aos afegãos. Por quase 30 anos, o ministério Pamir transmitiu a mensagem de Jesus através da rádio para o Afeganistão. E, em 2010, começou a fazer transmissões televisivas. Mais recentemente, a equipa também desenvolveu uma variedade de plataformas de redes sociais de modo a difundir ainda mais a boa nova. “[As redes sociais] têm sido um meio de semear extensivamente, o que nos catapultou para um novo nível de ministério,” explicou Adam*, um dos líderes do ministério. “Embora recebamos muitas respostas negativas… nós focamo-nos nas mensagens e comentários positivos – as coisas que levam [as pessoas que buscam a verdade] a uma relação com os membros da nossa equipa e a conversas mais profundas.”

 

“Muitas pessoas [no Afeganistão] querem saber mais – elas estão famintas pela verdade,” disse Nasima. Após conversar por vários meses com uma mulher que ensina numa madraça (escola islâmica), esta confidenciou a Nasima: “tu estás a dizer-me a verdade”. Depois de muitas conversas pelo telefone, a mulher abriu-se com Nasima e confiou numa cristã sobre a mensagem de amor que lhe era compartilhada. “Eu consigo ver-me na sua pele,” disse Nasima. “Eu sei como falar com eles, discipulá-los e orar por eles porque eu era assim também.”

 

Devido à eficácia dos média, os programas de rádio e de televisão do Pamir são um meio necessário para que os afegãos ouçam sobre Jesus. “Os membros da nossa equipa falam com afegãos diariamente, respondem a perguntas, estudam e/ou lêem-lhes a Bíblia para que possam crescer na sua fé,” partilhou Adam.

 

Uma rapariga em específico tem-se conectado regularmente com a equipa do Pamir. Sem ligação à internet, nem acesso a uma Bíblia, ela agradeceu à equipa por lhe lerem a Palavra de Deus. “Ela disse-nos o quanto ama Jesus e os Seus ensinamentos. Jesus é gracioso e gentil. No fim da conversa, ela quis receber Jesus como seu Salvador e Senhor. O membro da equipa teve a oportunidade de orar com ela e vai continuar a manter contacto e a discipulá-la,” disse Adam. 

 

 

“As chamadas são uma benção”

 

Nas redes sociais, a equipa usa uma estratégia para levar os usuários envolvidos por um processo de discipulado passo-a-passo. Primeiro enviam mensagens individuais e respondem a perguntas gerais sobre Deus e a Bíblia. E, posteriormente, têm chamadas individuais e apresentam-lhes outras oportunidades de estudos bíblicos. Este método permite que a equipa alcance centenas de pessoas com uma mensagem ampla sobre Cristo, a discernir aqueles à procura da verdade e a envolverem-se em conversas profundas com eles. Em 2020, receberam mais de 13.000 mensagens em resposta a anúncios no Facebook. A equipa do Pamir enviou conteúdo espiritual (versículos Bíblicos, música, etc.) a mais de 4.300 afegãos. Também tiveram contínuas conversas breves nas redes sociais com mais de 1.500 pessoas. Destas mais de 1.500 pessoas, fizeram chamadas mais profundas e significativas com 84 afegãos.

 

Em resposta às transmissões de rádio e televisão do Pamir, 933 afegãos entraram em contacto com eles por chamada. E, no último ano (Jan-Dez 2020)a equipa falou com 695 pessoas, de acordo com a sua base de dados. Tiveram vários níveis de aulas bíblicas por telefone com 23 indivíduos afegãos.



		

Apesar da perseguição aos seguidores de Jesus nesta parte do mundo, e da dificuldade em testemunhar publicamente no Afeganistão por si só, a equipa do Pamir encontrou uma variedade de formas de partilhar a verdade sobre Cristo com os afegãos. Numa cultura que é bastante familiar, este ministério provê uma conexão para toda a família. Um dia um homem partilhou, numa chamada com um membro do Pamir, que as chamadas são uma bênção para toda a sua família. Ele coloca o telefone em alta voz para que todos possam ouvir. “Ele contou-nos como as nossas palavras trazem paz às suas vidas. Disse também que as nossas palavras são verdadeiras e que ficam com ele a semana toda,” partilhou o membro da equipa do Pamir.


 

 

“Eu acho que é a compaixão de Jesus que fala tão poderosamente às mulheres. Eu gosto de lhes ler a história da mulher em João 8 [aquela que os Fariseus queriam apedrejar pelo seu pecado],” partilhou Nasima. “Eu tenho a oportunidade de lhes dizer que Jesus mostra tanta compaixão a esta mulher, que Ele também se importa com elas. E eu acho que isso as atrai porque elas vivem numa situação muito, muito difícil ali. E elas querem ouvir que Jesus as ama.” 

 

 

*nomes fictícios



		
Landscape in Afghanistan - Levar a Palavra de Deus ao Coração

AfeganistãoO Afeganistão é um país lindo e diverso, com uma história rica.

 

Texto de: Ellyn Schellenberg
Data: 01/04/2021

Deseja contribuir para este ou outro ministério da OM, em Portugal ao noutra parte do mundo?

Entre em contacto connosco

Partilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

um × cinco =